Site Meter O Cromo dos Cromos

 

Cromo nº 2157 - Carlos Pereira


Carlos Pereira

Passou pelas camadas jovens do SL Benfica, mas seria no CD Montijo que daria o pontapé de saída na sua carreira sénior. Além dos montijenses, representou ainda no nosso principal campeonato, o SC Farense. Quem se recorda do Carlos Pereira?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2156 - Nagy


Nagy

E em véspera da nossa Selecção Nacional defrontar uma vez mais a Hungria, trazemos até à nossa "caderneta", um internacional "magiar" que passou pelo nosso país, nos anos 70. Avançado, que marcou presença no Mundial 66, representaria na época de 77/78, o Leixões SC, fazendo 21 jogos, então na 2ª Divisão. Quem se recorda do Antal Nagy?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2155 - Samuel


Samuel

Dedicou mais de uma década da sua carreira ao Rio Ave FC, onde chegou em 1973 para os juvenis. Seria nos vilacondenses, que faria as suas únicas temporadas nas 1ª Divisão, actuando como lateral direito. Passaria ainda, entre outros, por FC Felgueiras e CD Trofense, antes de "pendurar as botas" em 1994 no Bagunte Futebol Clube. Quem se recorda do Samuel?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2154 - Eliel


Eliel

Só esteve em Portugal uma temporada, mas o suficiente para em apenas 13 jogos apontar 7 golos com a camisola do CF "Os Belenenses". Do Restelo regressou ao Brasil, depois já ter passado pelo Japão, Peru, Rússia e Coreia do Sul. Quem se lembra do Eliel?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2153 - Ivson


Ivson

Chamado à nossa "caderneta" num cromo do Lusitano de Évora, foi nas duas temporadas que passou no Sporting CP que acabou por fazer história no nosso futebol, apesar de para muitos ser um desconhecido, este avançado brasileiro, não só fez dois golos na primeira vitória dos "leões" fora de portas na Taça dos Campeões, como foi o homem que apontou o primeiro golo que chegou aos portugueses, na primeira transmissão de um jogo de futebol em directo por parte da RTP. Sabiam quem era este Ivson de Freitas?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2151 - Sansom


Sansom

Esteve em dois Mundiais e dois Europeus e hoje diz: "Quero matar-me, sinto que não tenho mais nada para viver!". O antigo lateral que se notabilizou, nomeadamente no Arsenal e que vestiu a camisola da selecção inglesa por 86 vezes, vive um grave problema de alcoolismo, há vários anos, algo que acabou por arruinar a sua vida pessoal, depois de ter abandonado o futebol em 1993...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2151 - Oliveirinha


Oliveirinha

A propósito da "remontada" histórica do FC Barcelona na semana passada, não podíamos deixar de recordar o Leixões SC e a sua reviravolta em 1961 frente ao FC La Chaux-de-Fonds e onde Oliveirinha, a quem chamavam de "rato de área", fez dois dos cinco golos (depois de já ter feito outros dois na Suíça) com que os matosinhenses eliminaram os helvéticos no pelado de Santana. Homem de um só clube, já tinha entrada para a história do futebol português, quando meses antes e em pleno Estádio das Antas, tinha feito um dos golos, da vitória sobre o FC Porto, que deu aos homens de Matosinhos, a sua única Taça de Portugal.

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2150 - Zé do Carmo


Zé do Carmo

Internacional pela "canarinha" e campeão brasileiro, em Portugal nunca chegou a "pisar os palcos" da nossa 1ª Divisão. Depois de jogar ao lado de craques como Mazinho, Bismarck e Bebeto, chegou ao nosso país em 1991 e por cá ficaria até 1994, fazendo precisamente 100 jogos pela "Briosa". Quem se lembra do Zé do Carmo?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2149 - Lázaro


Lázaro

Formado no FC Porto, seria em Guimarães e no Vitória local, que viria a estrear-se na 1ª Divisão, emprestado pelos "azuis e brancos". Passaria ainda pelo Leixões SC, até rumar a Aveiro e ao SC Beira-Mar, onde faria 5 temporadas, 3 delas no nosso principal campeonato. Que memórias têm do Lázaro, infelizmente já falecido em 1983?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2148 - Kopa


Kopa

Filho de imigrantes polacos, aos 6 anos trabalhava nas minas da sua cidade natal, quando após um acidente de trabalho, decidiu dedicar-se ao futebol. Estrela no Stade de Reims, brilhou também a grande altura na selecção francesa e no Real Madrid, onde conquistou por três vezes a Taça dos Clubes Campeões Europeus. Vencedor da Bola de Ouro em 1958, é considerado por muitos, o primeiro grande jogador francês. Raymond Kopa, faleceu a semana passada aos 85 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2147 - Madeira


Madeira

O SL Benfica estava há quatro anos sem perder em casa, até que este extremo que só jogou no Barreiro, primeiro no FC Barreirense, depois na CUF, bater José Henrique e levar ao despedimento de Otto Glória. Foi o seu único golo, na sua última temporada como futebolista, mas um golo que entrou para história. Lembram-se do Madeira?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2146 - Illgner


Ilgner

O “Cromo dos Cromos” feito pelos leitores. Cromo escolhido na votação do "Cromo do Mês - Fevereiro 2017."

Depois de mais de uma década ao serviço do FC Koln, rumou ao Real Madrid, onde entre outros títulos, venceu por duas vezes a Liga dos Campeões e numa ocasião a Taça Intercontinental. Campeão do Mundo pela Alemanha em 1990, foi o primeiro guarda-redes da história, a não sofrer golos numa final dum Mundial. Uma vez que Bodo Illgner, foi a escolha da maioria dos leitores, falem-nos dele...


Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2145 - Bruno


Bruno

Jogou apenas em dois clubes durante toda a sua carreira. Formado no SCU Torreense, estreou-se no nosso principal campeonato, quando os homens de Torres Vedras regressaram à 1ª Divisão em 1991/92. Manuel Cajuda, levou-o para Braga e no Sporting local passaria 6 temporadas, revelando-se um bom médio centro. Quem se recorda do Bruno?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2144 - Adriano


Adriano

Catorze, foram as épocas na primeira equipa dos "Bebés de Matosinhos", onde chegou a fazer quase 250 jogos no nosso principal campeonato. Defesa internacional Sub-20, representaria ainda o FC Infesta e a AD Baião, em final de carreira. Que mais nos podem dizer sobre o Adriano Tato, que infelizmente já nos deixou em 2015?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2143 - Stefan


Stefan

Depois de vários anos na AA Ponte Preta, chegou para o SC Farense, único clube que representou em Portugal, na 1ª Divisão. Foram cinco as temporadas que passou no São Luís onde fez quase 100 jogos no nosso principal campeonato. Quem se recorda de Stefan, o homem que levou um soco de Paco Fortes, por causa de... Jorge Coroado?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2142 - Rogério


Rogério

Antigo médio centro formado no FC Barreirense, fez mais de 200 jogos na 1ª Divisão, não só ao serviço dos alvi-rubros, como também da Académica, os dois únicos clubes que representou em toda a sua carreira. Que mais nos podem dizer sobre o Rogério?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2141 - Paulo Henrique


Paulo Henrique

Colega de craques como Mozer e Zico no CR Flamengo, chegou a Portugal para representar o SC Braga em 1986/87. Na Cidade dos Arcebispos ficou durante duas temporadas, até se mudar para Penafiel, seu último clube no nosso país. Filho de um antigo internacional brasileiro com o mesmo nome, que marcou presença no Mundial de 1966, Paulo Henrique faleceu aos 52 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2140 - Mira


Mira

Homem de um só clube, é considerado um dos mais talentosos jogadores que representou o FC Barreirense. Formado nos alvi-rubros, estaria no histórico da margem sul até aos 31 anos, quando terminou a carreira de futebolista, para se dedicar à de treinador. Internacional Sub-18, fez mais de 160 jogos no nosso principal campeonato. Quem se lembra do Luís Mira?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2139 - Keizer


Keizer

Fez parte do fantástico AFC Ajax, que venceu por três vezes consecutivas, a Taça dos Campeões Europeus, sendo fulcral no mais alto período da história dos "godenzonen". Este antigo extremo esquerdo, foi ainda campeão holandês por seis vezes, venceu três Taças dos Campeões, duas Supertaças Europeias e uma até Taça Intercontinental. Internacional holandês, que marcou presença no Mundial 74, Piet Keizer, faleceu aos 73 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2138 - Paulo Viana


Paulo Viana

Formado na escola do Vitória, foi nos vimaranenses que fez os seus únicos cinco jogos no nosso principal campeonato. Estreou-se logo numa goleada (4-1) frente ao SL Benfica e se fez apenas uma mão cheia de partidas na 1ª Divisão, três delas foram contra os habitualmente chamados "grandes". Quem se recorda do Paulo Viana, médio de ataque, que ainda foi internacional Sub-18?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2137 - Chico Silva


Chico Silva

Estreou-se no SC Vianense, clube da sua terra, mas seria no SC Braga que faria carreira na 1ª Divisão, com quase 150 jogos no nosso principal campeonato. Como defesa lateral, não chegou a fazer uma mão cheia de golos no principal escalão, mas com a particularidade de quando se estreou a facturar, o fez logo nas duas balizas (golo e auto-golo). Que mais nos podem dizer sobre o Chico Silva?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2136 - Buba


Buba

Camaronês que chegou da Turquia ao nosso futebol para representar o GD Estoril Praia, foi ao serviço do SC Beira-Mar que "caiu nas bocas do mundo", quando fez um "hat-trick" frente ao Sporting CP em 2006/07. Daí para cá, passou ainda por Angola e por vários clubes nacionais, tendo jogado ainda a época passada no GD Ribeirão. Quem não se lembra do Buba?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2135 - Marco


Marco

Médio defensivo que também podia fazer a posição de defesa central, chegou ao nosso principal campeonato ao serviço do GD Chaves. Em Guimarães e com a camisola do Vitória, esteve quatro temporadas consecutivas na 1ª Divisão, até sair para o Qatar. Regressaria ao nosso país, onde ainda vestiria as camisolas de SC Beira-Mar e SC Olhanense. Quem se lembra de Marco Couto, o actual Director Desportivo do Moreirense FC?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2134 - Boloni


Boloni

O “Cromo dos Cromos” feito pelos leitores. Cromo escolhido na votação do "Cromo do Mês - Janeiro 2017."

Muito antes de ser o último treinador campeão pelo Sporting CP, foi também ele, um futebolista de qualidade. Médio esquerdino e internacional pela Roménia, chegou a vencer a Taça dos Campeões Europeus, ao serviço do Steaua de Bucareste. Uma vez que László Boloni, foi a escolha da maioria dos leitores, falem-nos dele...


Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2133 - Dinda


Dinda

Jailton Santos, nome de guerra: Dinda. Chegou a Portugal e a Leiria em 1993, mas não se impôs logo na União. Passou por diversos empréstimos, até em 1997/98 "pegar de estaca" na formação do Lis. Por cá, ainda passaria pelo CS Marítimo, antes de regressar ao Brasil em 2004. Quem se recorda do "pontapé canhão do Ceará"?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2132 - Acácio


Acácio

Campeão brasileiro e ídolo do Vasco da Gama, chegou para a 2ª Divisão portuguesa em 1991 para representar o FC Tirsense. Internacional brasileiro que tinha estado no Mundial 90, rapidamente se mudou para o nosso principal campeonato e durante três temporadas, defendeu a baliza do SC Beira-Mar. Quem se recorda do Acácio?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2130 - Francisco Palmeiro (II)


Palmeiro

Era o homem das estreias. Apontou o primeiro golo do SL Benfica no antigo Estádio da Luz, foi dele também o primeiro tento dos "encarnados" na Taça dos Campeões e não menos importante, na sua estreia pela Selecção Nacional, fez um "hat-trick" contra a Espanha. Ao serviço das "águias", conquistou três títulos nacionais e venceu igualmente por três vezes a Taça de Portugal. Com passagens ainda, nosso principal campeonato pelo Atlético CP, Francisco Palmeiro, faleceu aos 85 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2129 - João Mário


João Mário

Internacional nas selecções jovens, que fez a formação no FC Porto, ficou apenas a 1 jogo dos 200 na 1ª Divisão. Estreou-se pela mão de Manuel José no SC Braga, onde fez grande parte da sua carreira. No nosso principal campeonato, ainda passaria pelo FC Tirsense e o FC Famalicão, vindo a terminar a carreira no USC Paredes em 1999/00. Lembram-se do João Mário?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2128 - Vujacic


Vujacic

Montenegrino que tanta jogava a defesa central como lateral, chegou ao Sporting em 1993/94, proveniente do Partizan. Internacional pela antiga Jugoslávia em 12 ocasiões, acabou por não participar na competição à qual este cromo se refere, pelos motivos que todos sabem. Depois da passagem por Alvalade, terminaria a carreira no Japão, tendo posteriormente tornado-se "olheiro". Quem se recorda de Vujacic?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2127 - Carlos Alberto


Carlos Alberto

Extremo direito algarvio, esteve apenas uma temporada no nosso principal campeonato, ao serviço da UD Leiria, corria a época de 1981/82. Campeão da 2ª e 3ª Divisão, passou em vários históricos do nosso futebol, tais como: Portimomense SC, SC Farense e CF "Os Belenenses", vindo a terminar a carreira, na sua terra natal, ao serviço do CDR Quarteirense. Que mais nos podem dizer sobre o Carlos Alberto?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2126 - Van Der Elst


Van Der Elst

Antigo extremo belga, era parte integrante do Anderlecht, que nos anos 80 venceu por duas vezes a Taça das Taças e igualmente a Supertaça Europeia. Na sua carreira, ainda representaria o NY Cosmos, o West Ham, terminando no KS Lokeren. Internacional pelos "diables rouges", marcou presença em um Europeu e um Mundial. François Van Der Elst, faleceu aos 62 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2125 - Alberto


Alberto

Defendeu as cores dos dois "grandes" da cidade Invicta, mas foi no Boavista FC que chegou a ser capitão e a vencer a Taça de Portugal. Certo dia, no Estádio do Mar, poderá ter contribuído para mudar a história do nosso futebol, quando apresentou José Maria Pedroto a Pinto da Costa. Terminou a carreira aos 30 anos, com quase 100 jogos no nosso principal campeonato e dedicou-se à economia. Hoje, é presidente da Ibersol e conhecido como o "Rei da fast food" na Península Ibérica. Quem se lembra do Alberto Teixeira?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2124 - Cabañas


Cabañas

Além de grandes clubes no seu país, passou entre outros, por New York Cosmos, América de Cali, Brest, O. Lyon e Boca Juniors. Vencedor da Copa America e figura de proa do Paraguai no Mundial do México em 1986, onde apontou dois golos à Bélgica, Roberto Cabañas, faleceu aos 55 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2123 - Lewis


Lewis

Natural de Trindade e Tobago, chegou a Portugal para a Académica no princípio dos anos 90. Apesar de não ser um ponta-de-lança, na sua época de estreia entre os "grandes", foi um dos melhores marcadores do campeonato com 15 golos apontados pelo FC Felgueiras. Boavista FC, GD Chaves, CF E. Amadora e União de Lamas, completariam o percurso deste extremo no nosso país. Lembram-se do Lewis?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2122 - Bastos


Bastos

"Quem é este tipo?", referiu Bastos, naquela noite de 23 de Maio de 1961, quando num jogo de reservas, o Atlético defrontou no Estádio da Luz, o SL Benfica. Aquele tipo, era Eusébio e o guarda-redes natural de Albergaria-a-Velha, foi o primeiro em Portugal, a sofrer um golo (até foram três) do "Pantera Negra". Que mais nos podem dizer sobre José Bastos, que curiosamente, até tinha passado uma década nos "encarnados", além de ter representado o SC Beira-Mar?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2121 - João Tomás


João Tomás

Foram 101 os golos que apontou no nosso principal campeonato, onde se estreou pela Académica, em 1997/98. Goleador formado no Oliveira do Bairro, passou entre outros por SL Benfica, V. Guimarães, SC Braga, Boavista FC e Rio Ave FC, além das "aventuras" por Espanha, Qatar, Emiratos Árabes Unidos e Angola. Que mais nos podem dizer sobre João Tomás?

Comentários | Facebook