Site Meter O Cromo dos Cromos

 

Cromo nº 2110 - Paulo Jorge


Paulo Jorge

Formado em Leiria e na União, só chegou à 1ª Divisão já com 29 anos, mas ainda muito a tempo de fazer mais de 200 jogos no nosso principal campeonato. Foram sete as temporadas entre "os grandes" sempre ao serviço do Gil Vicente FC, para este guarda-redes que terminaria a sua já depois dos 40 anos no GR Amigos da Paz. Que mais nos podem dizer sobre o Paulo Jorge?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2109 - Lipcsei


Lipcsei

É ainda hoje, o jogador com mais jogos disputados com a camisola do Ferencváros TC, mais concretamente 648. Por cá, esteve uma temporada no FC Porto e não mais de 2 meses no SC Espinho. Nos "azuis e brancos", ainda foi Campeão Nacional, contribuindo com 6 golos em 22 jogos, para o triunfo na época de 95/96. Quem se lembra do Péter Lipcsei?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2108 - Lenine


Lenine

Era Lenine, mas nada tinha a ver com o Vladimir ou a antiga União Soviética. Natural de Alcântara, Lisboa, foi nas Caldas e quando o Sport Clube viveu os seus melhores anos, que chegou à 1ª Divisão. Antigo extremo esquerdo, fez quatro temporadas no nosso principal campeonato, chegando a fazer um golo no empate (1-1) da formação do Oeste frente ao SL Benfica em 58/59. Quem se recorda dele?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2107 - Bryan Robson


Bryan Robson

O “Cromo dos Cromos” feito pelos leitores. Cromo escolhido na votação do "Cromo do Mês - Novembro 2016."

Foi um dos melhores centro-campistas da sua geração. Depois de se destacar no West Bromwich, chegou ao Manchester United em 1981, onde esteve mais de uma década, tornando-se o capitão dos "red devils", que mais tempo se manteve no posto. Internacional inglês, marcou presença em três Mundiais e um Europeu. Uma vez que Bryan Robson, foi a escolha da maioria dos leitores, falem-nos dele...


Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2106 - Caio Júnior (II)



Passou oito temporadas em Portugal, cinco delas no Vitória de Guimarães, onde chegou em 1987/88. Primo de Paulinho Cascavel, fez 140 jogos no nosso principal campeonato, apontando 31 golos, ao serviço dos vitorianos e ainda de Estrela da Amadora e "Os Belenenses". Ontem, faleceu aos 51 anos, no trágico acidente de aviação que envolveu a equipa da Chapecoense. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2105 - José Pedro


José Pedro

Destacou-se no FC Barreirense, onde o Boavista FC o foi buscar em 2002/03. No Bessa estreou-se no nosso principal campeonato, mas nunca se impôs nos "axadrezados", sendo ao serviço do CF "Os Belenenses" que terá vivido as melhores épocas da sua carreira. Médio dono de um excelente pé esquerdo, ainda passou pelo Vitória Setúbal antes de terminar a carreira no GD Alcochotense. Quem se lembra do José Pedro?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2104 - Carlos


Carlos

Todos sabemos que a longevidade da carreira de um guarda-redes é habitualmente maior, mas este "keeper" levou-a ao extremo. Estreou-se na 1ª Divisão ao serviço do Vitória de Guimarães, mas foi na Amadora e no Estrela que mais se destacou no nosso principal campeonato. Carlos Correia, colocou no passado fim-de-semana um ponto final na sua carreira, aos 50 anos...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2103 - Ciro


Ciro

Chegou a Portugal ainda com idade de júnior e como uma grande esperança, contratado pelo SL Benfica. Faria a sua estreia no nosso principal campeonato, ao serviço do SC Farense, onde estaria 3 épocas. Entre "os grandes" ainda passou por Penafiel, até rumar às divisões secundárias do nosso futebol. Lembram-se do Ciro?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2102 - Carlos Martinho


Carlos Martinho

Antigo internacional português, passou mais de uma década no Atlético CP. Já depois dos 30 anos, ainda rumou ao CF "Os Belenenses", onde não teve o mesmo impacto que em Alcântara. Reconhecido pela sua entrega ao jogo, técnica e potência de remate, Carlos Martinho, que ainda representou a CUF, é um símbolo do tricolor alcantarense...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2101 - Prodan


Prodan

Fez parte de uma "geração de ouro" do futebol romeno, tendo actuado ao lado de nomes como Hagi, Petrescu, Raducioiu e outros, que conseguiram no FIFA World Cup 1994, a melhor classificação de sempre para a Roménia. Com passagens, entre outros, por Steaua Bucureste, Atlético de Madrid e Glasgow Rangers, Daniel Prodan, faleceu aos 44 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2100 - Babb


Babb

"Atirei-o ao chão e deixei-o KO!", foi com estas palavras, que recentemente este irlandês, relembrou uma das primeira vezes que se deparou com Cristiano Ronaldo, num treino do Sporting CP. Depois de várias épocas ao serviço do Liverpool FC, chegou em 2000 a Alvalade e nas duas temporadas no nosso país, venceu um Campeonato Nacional, uma Taça de Portugal e ainda a Supertaça Cândido de Oliveira. Quem se recorda de Phil Babb?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2099 - Ivanir


Ivanir

Chegou a Guimarães com "cartel" como se costuma dizer, depois de passagens pelo Grêmio e pelo Flamengo, mas uma grave lesão logo num dos primeiros treinos da época, deixou este avançado no "estaleiro" até à época seguinte. Em 82/83, acabou por não ser primeira escolha para Manuel José e no final da época rumaria ao FC Tirsense, antes de regressar ao Brasil. Quem se recorda do Ivanir?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2098 - Freitas


Freitas

Em finais da década de 70 chegou à 1ª Divisão, ao serviço do FC Porto, mas acabou por nunca se impor nos "azuis e brancos". Passaria ainda pela Académica com pouca utilização, regressando ao nosso principal campeonato quase 10 anos depois, ao serviço do SC Beira-Mar, seu último clube como profissional. Que mais há a dizer sobre o Freitas?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2097 - Nuno Martins


Nuno Martins

Treinado por Cândido de Oliveira em Coimbra, foi colega de Mário Wilson na "Briosa", "descobre" Eusébio em Moçambique e ainda treinou José Mário Félix, esse mesmo, o Mourinho no Comércio e Indústria. Esguio mas rápido e raçudo, este antigo lateral direito, fez cinco épocas ao serviço da Académica na 1ª Divisão. Que mais nos podem dizer sobre, Nuno Martins?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2096 - Moura


Moura

Proveniente do Amarante FC, clube da sua terra natal, foi no Boavista FC, que Moura fez todas as suas temporadas no nosso principal campeonato. Com 140 jogos efectuados com a camisola "axadrezada" apontou 26 golos, até em 1975/76 rumar ao FC Paços de Ferreira. Recordam-se dele?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2095 - Raul José


Raúl José

Eterno "braço direito" de Jorge Jesus, que conheceu em 1987/88 na Tapadinha, também ele foi futebolista. Nunca chegou ao nosso principal campeonato e representou apenas três clubes durante toda a sua carreira: O Império do Cruzeiro, o Atlético CP e o FC Alverca. Quem se recorda de Raul José, avançado nas nossas divisões secundárias?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2094 - Penev


Penev

O “Cromo dos Cromos” feito pelos leitores. Cromo escolhido na votação do "Cromo do Mês - Outubro 2016."


Destacou-se no CSKA de Sófia, mas foi em Espanha que fez grande parte da sua carreira, ao serviço de Valencia CF, Atlético Madrid, SD Compostela e ainda Celta de Vigo. Sobrinho do também antigo jogador e treinador, Dimitar Penev, é considerado um dos grandes jogadores búlgaros. Uma vez que Luboslav Penev, foi a escolha da maioria dos leitores, falem-nos dele...


Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2093 - Sim-Sim


Sim-Sim

Sim, sim, estamos de volta! Regressámos depois de quase uma semana sem "colagens" e logo com um cromo de outros tempos. Como jogador, sabemos da sua passagem pelo Cova da Piedade, além de representar os bracarenses, mas é como técnico que é mais recordado, quando deu a primeira Taça de Portugal aos "arsenalistas", em 65/66. Que mais nos podem dizer sobre Rui Sim-Sim?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2092 - Rogério


Rogério

Natural de Lisboa, formou-se em Faro e seria ao serviço do Sporting local que fez as suas três temporadas na 1ª Divisão. Aliás, este extremo natural de Lisboa, fez quase toda a sua carreira pelo Algarve, passando por clubes como Silves FC, Lusitano VRSA e SC Olhanense, entre outros. Que mais há a dizer, sobre o Rogério?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2091 - Jorge Vieira


Jorge Vieira

Homem de um só clube, como hoje pouco ou nenhum existe. Conhecido como o "capitão perfeito" pela sua postura, integridade e capacidade de liderança, foi admirado por colegas e adversários. Dedicou a sua vida ao Sporting CP, onde passou mais de duas décadas como futebolista. Internacional em 17 ocasiões, estando na estreia da Selecção Nacional frente à Espanha, tem ainda a curiosidade, de ter sido o primeiro árbitro português, a apitar um jogo internacional. Que mais há para dizer sobre... Jorge Vieira?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2090 - Leo


Leo

Campeão carioca pelo Flamengo, onde foi colega de Vanderlei Luxemburgo e Zico, chegou inesperadamente para a nossa 2ª Divisão e para o União de Lamas, corria o ano de 1977. Duas épocas depois rumou à Madeira e ao CS Marítimo, onde se estrearia no nosso principal campeonato, acabando por ao serviço do GD Estoril Praia, se despedir do nosso país. Quem se recorda do Leo?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2089 - Quevedo


Quevedo

Chegou da 2ª Divisão francesa para o Moreirense FC na 2ª Divisão portuguesa e destacou-se de tal forma, que na temporada seguinte já estava no Boavista FC. Lateral raçudo, que também podia fazer posições mais à frente no campo, fez parte da histórica equipa dos axadrezados que conquistou o título nacional. Depois de cinco temporadas no Bessa, regressou ao seu país. Que mais nos podem dizer sobre o Quevedo?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2088 - Brandão


Brandão

Extremo formado no FC Paços de Ferreira, foi no Varzim SC que fez as suas 5 cinco épocas na 1ª Divisão. Na Póvoa fez quase 80 jogos no nosso principal campeonato, apontado 12 golos, 2 deles ao chamados "grandes". Depois de década e meia como profissional, terminaria a carreira no Neves FC. Lembram-se do Brandão?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2087 - Carlos Pinto


Carlos Pinto

Formado no FC Paços de Ferreira, foi nos "castores" que se estreou na 1ª Divisão. Senhor de um belo pé esquerdo, diz quem o acompanhou de perto, que poderia ter sido um jogador muito acima da média, mas que nunca se entregou a 100%. Com uma carreira feita, principalmente, nas divisões secundárias, ainda teve uma passagem pelo SC Salgueiros no nosso principal campeonato. Que mais nos podem dizer, sobre o actual técnico dos homens da "capital do móvel"?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2086 - Dadá


Dadá

É por certo, um dos mais caricatos e divertidos jogadores da história do futebol brasileiro. Autor de frases como: "Não existe golo feio. Feio é não fazer golo!" ou “Só há três coisas que param no ar: o beija-flor, o helicóptero e o Dadá”. Aos 70 anos, mantém a mesma confiança e vontade de viver, que os fez vingar nos relvados, há muito tempo atrás. Campeão Mundial em 1970, está entre os cinco melhores marcadores brasileiros de sempre. Quem se lembra de... Dadá "Maravilha"?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2085 - Bailão


Bailão

Formado no FC Barreirense, foi em Matosinhos e ao serviço do Leixões SC que fez a sua única época no nosso principal campeonato. Com passagens pelos mais diversos clubes, entre os quais, FC Paços de Ferreira, SC Farense e Desportivo de Beja, ainda foi internacional sub-21. Que mais nos podem dizer sobre o Bailão?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2084 - Mário Wilson (II)


Mário Wilson

Muito antes de ser o treinador que levou a Académica à sua melhor classificação de sempre (2º lugar) e se ter tornado o primeiro português a conquistar o título nacional pelo SL Benfica, também ele foi futebolista. Chegou a Portugal e para o Sporting rotulado de goleador, acabaria na Académica, a defesa central, mais de uma década depois. Mário Wilson, figura ímpar da história do nosso futebol, o "Velho Capitão", deixou-nos aos 86 anos. Que descanse em paz.

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2083 - Kieft


Kieft

O “Cromo dos Cromos” feito pelos leitores. Cromo escolhido na votação do "Cromo do Mês - Setembro 2016."

Campeão europeu de clubes e selecções, destacou-se no Ajax e no início dos anos 80 transferiu-se para Itália. Pisa e Torino acolheram o goleador holandês, que regressaria ao país natal, para o PSV, em 1987. Presente em dois Europeus (88 e 92) e num Mundial (90) ainda representou o Bordeaux. Uma vez que Wim Kieft, foi a escolha da maioria dos leitores, falem-nos dele...


Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2082 - Dreiffus


Dreiffus

Chegou a Portugal e a Aveiro, com o Beira-Mar ainda na 2ª Divisão. Estreou-se no nosso principal campeonato pelos aveirenses em 1988/89, mas na temporada seguinte, rumou a Santo Tirso, onde ficaria durante cinco épocas. Quem se lembra deste extremo brasileiro, o Dreiffus?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2081 - Emanuel


Emanuel

Ao ser chamado por John Toshack, com apenas 17 anos, para o banco de suplentes (de onde não saiu) logo de um dérbi entre Sporting CP e SL Benfica, augurava-se um grande futuro para mais um produto das escolas "leoninas". Avançado de origem senegalesa, só voltaria a "aparecer" na temporada seguinte, ao serviço do SC Covilhã, onde se estreou na 1ª Divisão. No nosso principal campeonato, ainda representou o GD Chaves, acabando por terminar a carreira, no Luxemburgo. Quem se recorda do Emanuel?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2080 - Saraiva


Saraiva

Nascido na Régua, foi no clube da terra que se iniciou. Aos 22 anos chegou à 1ª Divisão, onde fez três excelentes épocas no Caldas SC, o que veio a despertar a atenção do SL Benfica. Nas "águias" viria a ser campeão nacional (três vezes), a vencer a Taça de Portugal e ainda a Taça dos Clubes Campeões Europeus. Que mais nos podem dizer sobre o António Saraiva?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2079 - Valente


Valente

Internacional angolano, depois Beneditense, SC Campomaiorense e FC Alverca, passou por Espanha e pelo Levante, antes de se estrear na 1ª Divisão ao serviço dos ribatejanos. No nosso país, ainda representaria o CD Nacional, antes de terminar a carreira no Rio Ave FC. Valente, que sofreu 3 AVC's nos últimos anos, vive hoje com grandes dificuldades e o nosso blogue não podia deixar de o relembrar...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2078 - Zé Roberto


Zé Roberto

Chegou a Portugal a meio da época de 2000/01, vindo do São Caetano e brilhou a grande altura. Em apenas 17 jogos, fez 12 golos no nosso principal campeonato, marcando inclusivamente aos três chamados "grandes". Depois da época de estreia, começou progressivamente a "apagar-se", passou ainda por FC Alverca e Naval 1º Maio, antes de ser campeão nacional da 2ª Divisão, pelo SC Beira-Mar. Lembram-se do Zé Roberto?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2077 - Augusto


Augusto

Despontou na 1ª Divisão ao serviço do Boavista FC, mas seria no SC Espinho que fez história, ao apontar o primeiro golo dos "Tigres da Costa Verde" no nosso principal campeonato. Ao bater Torres (V. Setúbal), este antigo extremo direito, deu também aos espinhenses, a sua primeira vitória de sempre entre "os grandes". Que mais nos podem dizer?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2076 - Lino


Lino

Formado nas escolas do FC Porto, chegou à 1ª Divisão com a camisola do Varzim SC rotulado como um rápido e tecnicista extremo. Ao longo dos anos, este internacional pela Guiné Bissau, foi recuando no campo e acabou mesmo por se fixar como defesa direito. Por cá, ainda representou o CS Marítimo, o Portimonense SC e o SC Lusitânia, antes de rumar ao estrangeiro. Lembram-se dele?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2075 - Prieto


Prieto

Natural de Braga, foi em Coimbra e ao serviço da Académica que se estreou no nosso principal campeonato. Avançado que passou quatro épocas ao serviço do Atlético CP e onde chegou a marcar ao FC Porto, viria a terminar a carreira no Benfica de Castelo Branco. Que mais nos podem dizer sobre o Prieto?

Comentários | Facebook