Site Meter O Cromo dos Cromos

 

Cromo nº 2269 - Mário Coelho


Mário Coelho

Há 73 anos que o FC Porto não sofria 5 ou mais golos em casa. Na última vez que os "dragões" foram derrotados de tal forma (2-6), Mário Coelho, jogador do CF "Os Belenenses" foi a grande figura ao apontar um "poker". Que mais nos podem dizer sobre este avançado que ainda representou o Atlético CP e o GD Estoril Praia na sua carreira?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2268 - Matias


Matias

Nascido em Lisboa e formado no Atlético CP onde viria a estrear-se como sénior em 1988, foi ao serviço do Gil Vicente FC, que chegou à 1ª Divisão. Aliás, foram essas 3 épocas nos "galos", os únicos em que marcou presença entre os "grandes". Quem se recorda do actual treinador do popular "Fófó", o antigo médio Matias?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2267 - Carlos Fernandes


Carlos Fernandes

Formado nas escolas do Sporting CP, ao lado de jogadores como Marco Caneira ou Luís Boa Morte, foi em Campo Maior que chegou ao nosso principal escalão. Internacional em quase todas as selecções jovens, representou ainda entre os "grandes", o SC Farense, CF "Os Belenenses", Boavista FC, SC Braga, CS Marítimo e ainda o SC Olhanense. Quem se recorda do Carlos Fernandes?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2266 - Zito


Zito

Angolano de Malange, começou por se destacar em clubes da margem sul do Tejo, de onde saltou para o Vitória de Guimarães em 1993/94. Extremo habilidoso, estreou-se pela mão de Bernardino Pedroto, no nosso principal campeonato, onde ainda representaria o GD Chaves e o CF "Os Belenenses". Que mais nos podem dizer sobre o Zito?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2265 - Quini


Quini

Foi por 5 vezes o melhor marcador do campeonato espanhol, dividindo a sua carreira por Sporting Gijón e FC Barcelona. Internacional espanhol que marcou presença dois Mundiais (78 e 82) e um Europeu (80), foi um dos grandes artilheiros da história de "nuestros hermanos". Que mais nos podem dizer sobre "El Brujo"... Quini?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2264 - Toni Vidigal


Toni Vidigal

E hoje, chamamos à "nossa caderneta", mais um dos vários representantes do "Clã Vidigal", que passou pelo nosso futebol. Médio atacante, que também fazia a posição de avançado, começou a carreira em Elvas como muitos dos seus irmãos e chegaria à 1ª Divisão, ao serviço do Varzim SC. Quem se lembra do Toni Vidigal?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2263 - Armando


Armando

Dividiu a sua carreira de mais de uma década e meia, basicamente entre FC Porto e SC Braga. Aliás, este antigo guarda-redes, é o único jogador a ter vencido até ao momento, a Taça de Portugal por ambos clubes. Se em 1958 não era o titular dos "azuis e brancos", em 1966 defendeu a baliza bracarense, na histórica final frente ao Vitória de Setúbal. Que mais podem dizer sobre o Armando?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2262 - Torpes


Torpes

Defesa central que fez história no Vitória de Setúbal, onde chegou a erguer como capitão uma Taça de Portugal, representou os sadinos durante 8 temporadas, depois de ter chegado do Desportivo de Beja em 1960. Jogador de qualidade, ainda ajudaria o SC Farense em duas subidas consecutivas de divisão, antes de "pendurar as chuteiras" ao serviço d'Os Nazarenos. Quem se lembra do Carlos Torpes?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2261 - Monteiro


Monteiro

Chegou de Angola para o Sporting CP ainda com idade júnior e apontou o seu primeiro golo na equipa principal, logo num dérbi frente ao SL Benfica. Campeão Nacional em 61/62, marcaria presença numa partida, da histórica campanha da Taça das Taças, conquistada pelos "leões". Em 1965 e após uma passagem pelo SC Luanda, rumaria à CUF, onde estaria 9 temporadas, antes de finalizar a carreira no Oriental. Que mais há para dizer sobre o Monteiro?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2260 - Manuel Rodrigues


Manuel Rodrigues

Campeão Europeu de Juniores em 1961, dedicou quase toda a sua carreira ao CF "Os Belenenses", onde esteve desde a formação até 1970, quando saiu rumo à CUF. Foi mais de uma década de 1ª Divisão para este antigo defesa direito, que chegou mesmo a ser internacional AA. Quem se recorda do Manuel Rodrigues?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2259 - Fernando Jorge


Fernando Jorge

Antigo extremo, marcou presença no nosso principal campeonato por uma única vez, precisamente como o clube que representou, o FC Vizela. Natural do Porto, representou ainda, entre outros, o  Leixões SC, o FC Famalicão e o FC Paços de Ferreira. Que mais nos podem dizer sobre o Fernando Jorge?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2258 - Prokopenko


Prokopenko

Avançado russo, chegou a Portugal para o SC Braga, onde pela mão do espanhol Fernando Castro Santos, se estreou no nosso principal campeonato. Por terras lusas, passou ainda por CD Santa Clara, SC Varzim e o CD Estrela da Amadora, antes de regressar ao seu país natal. Quem se lembra do Prokopenko?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2257 - Sá



E hoje, regressamos aos "pelados do passado", com este antigo defesa, natural de Santa Maria da Feira e que foi lançado na 1ª Divisão, por Fernando Vaz na Académica. Depois de passar pelo Lusitânia de Lourosa, regressaria ao nosso principal campeonato, com a camisola do Leixões, onde ainda fez catorze partidas em 76/77. Quem se recorda do Sá?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2256 - Cândido


Cândido

Apareceu surpreendentemente no FC Porto em 1994/95, onde pela mão de Bobby Robson ainda chegou a ser Campeão Nacional. Com uma carreira que só viria a terminar em 2008 no distrital de Viana do Castelo, Cândido ainda representou no nosso principal campeonato, o Vitória de Setúbal, o Boavista FC e o Vitória de Guimarães. Que mais têm a dizer sobre ele?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2255 - García


García

O futebol hondurenho está de luto. Internacional pelo pequeno país da América Central e que marcou presença no Mundial 2014, este defesa tinha abandonado o futebol em 2015, quando ao serviço do Wigan Athletic, lhe foi detectada leucemia. Ainda tentou regressar em 2016/17, mas uma recaída, não lhe possibilitou o regresso aos relvados. Juan Carlos García, faleceu a semana passada, com apenas 29 anos. Que descanse em paz...


Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2254 - Michael Thomas


Michael Thomas

Internacional inglês que representou Arsenal e Liverpool, chegou a ser por duas vezes, campeão pelos "gunners", tendo inclusivamente apontado um golo decisivo em Anfield, que daria aos londrinos, o seu primeiro título em 18 anos. Chegou a Portugal, pela mão de Graeme Souness, já para lá dos 30 e nunca correspondeu ao que dele se esperava. Lembram-se do "Big Balls"?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2253 - Duda


Duda

Chegou a Portugal para o SL Benfica, passou pelo FC Porto, mas foi no Boavista FC que foi Campeão Nacional. Médio, que fazia bem as duas alas do ataque, ainda representou no nosso país o Rio Ave FC e o FC Alverca. Quem se recorda do Duda?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2252 - Darci


Darci

Foi um verdadeiro "saltimbanco" do futebol, tendo actuado em clubes de 7 países diferentes. Em Portugal, representou o CF "Os Belenenses" e o FC Felgueiras, sendo que foi nos "azuis do Restelo" que passou mais tempo (93 a 95). O "Cavalo de Aço", como por muitos era conhecido, faleceu aos 49 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2251 - Arminda


Arminda

E para começarmos bem o ano, nada como chamarmos à nossa "caderneta", um cromo do futebol feminino. Viajamos no tempo até aos anos 80 e à zona de Torres Vedras, onde pelo pelado do União de Sarge, passou a Arminda, que para além do número do seu cromo ser aquele... que vem antes do 70, já jogava de óculos. Aprende, Edgar Davids! Bom ano!

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2250 - Delfim


Delfim

Valoroso médio centro, é recordado tanto pelo seu forte pontapé, como pela infelicidade a nível de lesões. Depois de se destacar no Boavista FC, chegou ao Sporting CP, onde foi Campeão Nacional. Com passagens pelo futebol francês e pelo futebol suíço, representaria ainda no nosso principal campeonato, o Moreirense FC, a Naval 1º de Maio e o CD Trofense, onde "pendurou as chuteiras" em 2009. Que mais nos podem dizer sobre o Delfim?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2249 - Jensen


Jensen

Internacional dinamarquês, depois de se destacar no Norresundby Bk, foi campeão nacional na Alemanha, em Espanha e ainda na Holanda. Ao serviço do Borussia Monchengladbach venceu uma Taça UEFA e em Madrid, foi o primeiro dinamarquês (e jogador nórdico) a vestir a camisola "merengue". Henning Jensen, faleceu aos 68 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2248 - Barbosa




Dividiu a sua carreira entre os rivais da cidade do Porto. Começou no Boavista FC, onde em 1951/52 se estreou no nosso principal campeonato. Cinco temporadas depois, mudou-se para o FC Porto e ao serviço dos "azuis e brancos", esteve na estreia europeia dos portistas, venceu um Campeonato Nacional e ainda uma Taça de Portugal. Barbosa, faleceu aos 86 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2247 - Alemão


Alemão

Brasileiro que esteve década e meia no nosso país, viveu os seus melhores momentos, na três primeiras temporadas que esteve em Portugal e no SC Beira-Mar. 21 golos apontados em 71 jogos pelos aveirenses, antes de rumar às divisões secundárias, onde passaria entre outros, por SC Covilhã, SC Espinho, USC Paredes e GD Bragança. Quem se recorda do Alemão?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2246 - Madureira


Madureira

Formado no Leixões SC e com passagem pelo CD Estarreja, foi na "Pérola do Atlântico" e ao serviço do CD Nacional, que se estreou na 1ª Divisão. Em 1989 rumou a Guimarães com Paulo Autuori e representaria o Vitória durante oito temporadas seguidas. Quem se recorda do Madureira, que no nosso principal campeonato ainda representou o SC Campomaiorense e CD Santa Clara?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2245 - Pintinho


Pintinho

Apesar da sua passagem fugaz pelo futebol português e pelo SC Farense, este "volante" chegou a ser internacional brasileiro e marcar presença numa Copa América e conta com passagem por clubes como Fluminense, Sevilla, Atlético Madrid e Cádiz no seu curriculum. Quem se recorda do Pintinho?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2244 - Serra e Moura


Serra e Moura

Depois de se destacar no atletismo, impôs-se no futebol, como um médio de enorme classe, elegância e personalidade forte. Herdou de Jorge Vieira a braçadeira de capitão do Sporting CP e foi também ele internacional pela nossa Selecção, marcando presença nos Jogos Olímpicos de 1928. Vítima de uma septicemia, viria a falecer no auge da sua carreira. Que mais nos podem contar sobre Francisco Serra e Moura?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2243 - Freitas


Freitas

Natural de Fafe, foi na Associação Desportiva que deu os primeiros passos. Chegou a Coimbra e à Académica, logo para se estrear na 1ª Divisão, na época de 1975/76. Com quase 100 jogos no nosso principal campeonato, alguns deles também ao serviço da UD Leiria, nunca foi um homem de muitos golos (6 em 5 épocas), mesmo assim, conseguiu a proeza, de bater Manuel Bento, em pleno Estádio da Luz. Quem se recorda do Freitas?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2242 - Gena


Gena

E hoje recuamos umas décadas, vamos até aos velhinhos pelados do nosso futebol e trazemos de novo o futebol feminino ao nosso blogue, "colando" a Gena. Guarda-redes do Boavista FC, foi durante muito tempo, também ela, guarda-redes da Selecção Nacional. Que mais nos podem dizer?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2241 - Cubillas (II)


Cubillas

Sim, já tinha sido "colado" e até há bastante tempo (2006) com a camisola do FC Porto, mas, o regresso do Peru a um Campeonato do Mundo, trinta e seis anos depois, fez-nos chamar à nossa "caderneta", aquele que foi considerado o melhor peruano de sempre e um dos melhores estrangeiros que passou pelo nosso futebol. Nem temos muito mais a dizer, a sua qualidade fala por si...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2240 - Jaime


Jaime

Avançado natural de Santa Maria da Feira, dedicou toda a sua carreira ao FC Porto. Com 182 partidas feitas pelos "azuis e brancos", apontou 40 golos e esteve em momentos históricos dos "dragões", como a primeira vitória europeia sobre o Olympique Lyonnais em 64/65 e a conquista da Taça de Portugal em 67/68. Que mais nos podem dizer sobre o Jaime Silva?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2239 - Birame


Birame

Internacional senegalês, chegou a Portugal e à Amadora em 1993. Com 1m90 de pura pujança, acabou por apenas fazer cinco golos em três temporadas no nosso principal campeonato, sempre ao serviço do CF Estrela da Amadora. No nosso país, ainda representaria a AD Camacha e o CD Beja. Quem se recorda do Mame Birame Mangane?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2238 - Luís Miguel


Luís Miguel

Natural de Angola, foi em Amarante que deu os primeiros passos no futebol. Depois de se destacar no CD Aves na 2ª Divisão, rumou ao Sporting CP, onde estaria três temporadas. Depois dos "leões", voltou a Norte e representou no nosso principal campeonato, o SC Braga e FC Paços de Ferreira. Quem se recorda do Luís Miguel?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2237 - Chano


Chano

Chegou a ser internacional espanhol e dividiu a sua carreira entre Bétis e Tenerife. Chegou a Portugal já em fim de carreira, passando pelo SL Benfica, numa das alturas mais conturbadas dos "encarnados" e foi um número 10, que não deixou grandes saudades aos benfiquistas. Lembram-se do Chano?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2236 - Teixeira


Teixeira

Provavelmente, a maioria se recordará dele como treinador, mas ele, também foi futebolista. Formado no Académico do Porto, estreou-se como sénior no Lusitânia Lourosa. Médio centro, teve em 1980/81, a sua única temporada na 1ª Divisão e ao serviço do FC Penafiel. Quem se lembra do Joaquim Teixeira?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2235 - Jó



Jorge Alberto Andrade Soares, nome de guerra: Jó. Chegou ao nosso principal campeonato ao serviço do FC Tirsense, contudo, chamamo-lo à nossa "caderneta", quando representou o mítico GD Riopele, ao lado de nomes como Carlos Padrão e Jorge Jesus. Quem se recorda deste antigo médio?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2234 - Martins


Martins

Dezasseis épocas como profissional em que quinze delas foram passadas no GD Estoril Praia. A única temporada que este valoroso jogador fez fora da Amoreira, foi em 1989/90 ao serviço do FC Penafiel. Natural de Mértola, ficou a três jogos apenas, do alcançar os cem no nosso principal campeonato. Quem se recorda do Martins?

Comentários | Facebook